Hagiografias - Flora S¼ssekind

of 43

  • date post

    07-Jul-2018
  • Category

    Documents

  • view

    218
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Hagiografias - Flora S¼ssekind

  • 8/19/2019 Hagiografias - Flora Süssekind

    1/43

     Flora Süssekind   | BRASIL

    HAGIOGRAFIAS

    “Existe uma caprichosa correlação entre

    as biografas das gerações e a marcha da história”. [Roman Jakobson]

     Tale! caiba uma obseração sobre o t"tulo deste ensaio. #ois se o ob$eto %undamental de re&exão a'ui (

    a obra de #aulo )emins*i+ em particular as diersas %ormas hagiogr,fcas 'ue %oram trabalhadas por ele+ tantos santos e re%er-ncias sacras podem condu!ir ao mesmo tempo a uma indagação sobre o exerc"cio contemporneo da cr"tica de cultura no /rasil. 0ão se trata+ por(m+ de obseração 'ue diga respeito exclusiamente 1 cultura liter,ria. 2o contr,rio+

    procurando detectar essas hagiografas num campo mais asto+ não ( di%"cil+ pensando+ sobretudo+ no panorama cultural recente+ encontr,3las em diersas outras ,reas. 0a cr"tica contempornea de m4sica popular+ por exemplo. 0o modo como tem tratado+ em especial+ 5hico 6cience+ 5a!u!a+ 5,ssia Eller+ 7enato 7usso+ conertidos+ em geral+ em 'uase m,rtires. 8ma conersão 'ue pode chegar por e!es a resultados

  • 8/19/2019 Hagiografias - Flora Süssekind

    2/43

    recon%ortantes como a ressurreição+ 'uase trinta anos depois+ de um grupo musical com %ormação 'uase id-n3 tica 1 original. 9oi o 'ue aconteceu com :s ;utantes em

    + 'ue+ ressurectos+ apareceram+ como numa esp(cie de %antasmagoria sonora+ tocando o repertório dos seus discos do tempo da Tropic,lia. #assando ao terreno das artes isuais+ alguns de seus ob$etos de santifcação são tamb(m de %,cil detecção. 5omo ?orge @uinle 9ilho+ ;,rcia A e )eonilson+ na geração de artistas 'ue se afrmou nos anos BCD=. 0a ida teatral

    brasileira+ h,+ igualmente+ um lamento persistente pelaatri! sabel 7ibeiro+ pelos atores 5hi'uinho /randão e 9elipe #inheiro+ pelo ator+ per%ormer e pro%essor )ui! 7oberto @ali!ia e pelos encenadores ;,rcio Fianna e )ui! 2ntGnio ;artine! 5orr-a+ para fcar em alguns exemplos apenas. 0ada+ por(m+ 'ue alcance o grau de mitifcação 'ue enole os mortos da ,rea de m4sica popular.  Tamb(m no campo cinematogr,fco+ h, algo

    semelhante 'uando o luto pela morte prematura de @lauber 7ocha+ )eon Hirs!man ou ?oa'uim #edro de 2ndrade+ lembrando tr-s nomes de importncia incontest,el+ se trans%orma em barreira anal"tica. : mesmo acontecendo+ no dom"nio das artes pl,sticas+ com muito do 'ue se tem escrito sobre H(lio :iticica ou )Igia 5lar*. :u em tentatias anacroni!antes de

    recriação tal 'ual+ %ora de contexto+ de obras+ proposições ou %ormas de interação sugeridas pelo trabalho dos dois. #riilegiei de propósito exemplos de ida bree+ mortes prematuras+ por e!es tr,gicas+ pois este costuma ser %ator preponderante nesses processos de canoni!ação. : 'ue se torna particularmente eidente 'uando se obsera a %ortuna cr"tica de escritores como ;,rio 9austino+ Tor'uato 0eto+ 2na 5ristina 5esar+ 2ntGnio

  • 8/19/2019 Hagiografias - Flora Süssekind

    3/43

    5arlos de /rito J5acasoK+ #aulo )emins*i ou 5aio 9ernando 2breu. 0ão ( percept"el somente uma dominncia biogr,fca na bibliografa re%erente a esses

    autores. H, a construção %re'Lente Jmesmo 'uando se produ!em hagiografas malditasK de algo próximo 1s histórias de santos 'uando se toma 'ual'uer um deles como ob$eto de estudo. 6ão idas impregnadas+ a posteriori+ de intencionalidade+ são destinos nos 'uais se enxerga+ nos m" nimos detalhes+ a marca da excepcionalidade Jlembre3se a ligação tele%Gnica

    errada+ sempre citada+ na 'ual uma idente teriapreisto a morte de 9austinoK. Eleitos cu$as obras são istas como de eleitos tamb(m. 0esse sentido a perspectia cr"tica parece se deixar contaminar 'uase sempre por esse dado hagiol,trico inicial. : 'ue ( no m"nimo descon%ort,el. E pode por e!es sugerir a reação inersa M a desconfança de 'ue só pode haer algo errado a". : 'ue ( 'ue permite a eles serem istos

    como tão exemplaresN 2inda mais 'uando se percebe 'ue $, h, mais de uma geração de cr"ticos ocupados na construção dessas hagiografas Jprecocemente nost,lgicasK do tempo presente ou do passado recente. #ois se o processo de canoni!ação %oi iniciado pelos contemporneos imediatos desses autores+ ele seria re%orçado signifcatiamente por uma parcela dos 'ue

    ieram depois. : altar parecendo tomar+ para os mais noos+ o lugar de pro$etos próprios+ de “motios para 'u-” mais defnidos. )emins*i tinha o seu “an$o da anguarda”+ 5acaso retrabalhaa+ com a atenção oltada para o cotidiano em tempos de ditadura+ o lirismo de /andeira e o humor do poema3minuto modernista+ 2na 5ristina en%ormou essas tensões entre expressiidade e rigor em micro3enredos+ fcções biogr,fcas e numa poesia3em3o!es+ de ritmo e %oco

  • 8/19/2019 Hagiografias - Flora Süssekind

    4/43

    intencionalmente deambulatórios. Oiante da situação hodierna de retorno est(tico ao poema3bem3%eito+ a um uso acr"tico da m(trica Jlembre3se o dito oposto de

    )emins*iP “: ritmo+ não o metro”K+ a uma compreensão da poesia como demonstração de habilidade artesanal+ não ( de estranhar o recurso a esses mitos recentes como %orma de resist-ncia a uma atrofa de perspectias. 8ma resist-ncia 'ue+ no entanto+ não pode deixar de perder poder de %ogo ao assumir aspecto estritamente hagiol,trico.

    Q santifcação ou execração da geração de BCR= sesucederiam outras. E mesmo o presente mais imediato passou a ter hagiógra%os 1 disposição. 0ão h, pr(3 re'uisitos unnimes agora+ por(m. #odem ser priilegiados traços estil"sticos+ comportamentais+ regionais+ pol"ticos. 9ormas diersas de itimi!ação costumam interessar. Sual'uer 'ue se$a ela+ ali,s+ o importante ( 'ue o cr"tico se torne o garçon d’honneur 

    de certo autor ou do grupo a 'ue este se acha inculado. Oesde 'ue caiba a este cr"tico a %unção de sumo sacerdote desse culto. Oe guardião de obras $, reconhecidas a descobridor de talentos+ de editor todo3 poderoso a deci%rador conclusio das re%er-ncias e dos signifcados mais secretos do texto 'ue estier em pauta. ;esmo 'ue para isso dea abandonar de e! a

    cr"tica+ tornando3se o diulgador de um autor indiidual Jio ou mortoK+ de uma inteira região+ uma tend-ncia+ um lugar social+ um grupo editorial ou uma %aixa geracional ou migratória espec"fca.

    S8E6T: OE H:72 E )8@27

    2na 5ristina 5esar+ #aulo )emins*i e 5acaso+ com todas as suas di%erenças+ se tornariam exemplares em meio 1s

  • 8/19/2019 Hagiografias - Flora Süssekind

    5/43

    legendas ,ureas dos anos BCR=. 8ma erdadeira 6ant"ssima Trindade. nternamente con&itante+ por(m. /asta lembrar do lamento de )emins*i+ depois de

    abandonar+ de repente+ um debate sobre poesia promoido pela reista Isto é+ no 'ual+ dentre outros escritores+ estaa presente 5acaso. 2l(m de reclamar do “baixo n"el da discussão” e bater em retirada+ ainda acrescentaria depois+ com endereço certoP “0enhum lance de dados abolir, o 5acaso”B. 2 morte+ no entanto+ parece t-3los aurati!ado e trans%ormado Jcom di%erentes

    graus de adoração+ por(mK em ob$eto de culto. Oessemodo+ tale! se pudesse trans%erir para o trio d"spar a indagação de 7oman ?a*obson+ depois do suic"dio do poeta+ sobre ;aia*ós*iP “5omo escreer sobre sua poesia agora+ 'uando a tGnica $, não ( mais o ritmo+ mas a morte do poeta+ 'uando J...K a “triste!a aguda” não 'uer mais se trans%ormar em “dor clara e consciente”N<

    Qs e!es+ contudo+ nem se precisa de um

    desaparecimento tr,gico para chegar 1 canoni!ação. 2s exig-ncias para uma r,pida santifcação liter,ria t-m deixado de lado+ nas 4ltimas d(cadas+ a experi-ncia do luto e a lista de autores de classe m(dia mortos antes do tempo. 2 aur(ola em passando para autores cu$a pobre!a+ exclusão social ou inculação a espaço peri%(rico $ustif'ue a priori tal operação. E produ!a+ no

    mesmo processo+ uma certidão p4blica de reconhecimento do agente intelectual de sua canoni!ação. ;udam os santos+ mant(m3se+ por(m+ lógica hagiogr,fca semelhante. E de e%eito duploP a santifcação e a “triste!a aguda” de um são garantia de alcance para a o! do outro+ do hagiólogo.

    Suanto a 2ntGnio 5arlos de /rito+ sua morte precoce+ em BCDR+ %oi de causa natural+ um in%arto do mioc,rdio.

  • 8/19/2019 Hagiografias - Flora Süssekind

    6/43

    : 'ue não barrou a nota 'uase hagiogr,fca nos textos de balanço de sua atuação. “Sue an$os e pedrariasU para erguer um altarN”V+ se poderia perguntar ecoando

    o poeta no seu “;adrigal para 5ec"lia ;eireles”. )embre3se+ nessa linha+ no  Jornal do Brasil+ para fcar em coment,rios muito citados+ o obitu,rio assinado por Wilson 5outinho+ texto signifcatiamente intitulado “: som de um an$o”P “2os XV anos+ 5acaso conseraa o rosto $uenil+ redondo+ mantendo ainda os cabelos longos+ a barba por %a!er e as sand,lias de couro” X.

    Oescrição cu$a -n%ase no despo$amento de cunhoangelical+ na fgura meio %ranciscana e num aspecto  $uenil+ atemporal+ encontraria correspond-ncia cr"tica em “#ensando em 5acaso”Y+ nota de 7oberto 6chZar! publicada na reista Noos !studos "ebra#  n.

  • 8/19/2019 Hagiografias - Flora Süssekind

    7/43

    no tempo”. Em “#oemas brancos”+ da mesma (poca+ o an$o+ dotado de poderes erdadeiramente demon"acos+ se mostraria capa! de transportar+ de %ato+ o su$eito de

    olta ao passadoP “[ an$o anunciador+ leai3me ao passado U onde d